A pergunta – eu sou gorda demais para isso – foi copiada na cara dura da Fabrina Martínez que assina o Gorda Esporte Clube, inspirou a série Demais para falar de esporte e identidade. Você já se sentiu gorda demais para andar de ônibus, para transar e para treinar?

Numa sociedade gordofóbica, quem está ou esteve acima do peso já se perguntou (ou afirmou) alguma vez na vida se – eu sou gorda demais para isso. E como não fazer isso quando somos inundadas de magreza pelas revistas e redes sociais com atrizes, socialites e blogueiras com índices de massa corporal impossíveis! A gente não treina porque não é pra gente, mas é quase sempre constrangida a treinar porque essa seria a única coisa que podemos fazer por nós mesmas, já que fomos irresponsáveis com nossos corpos.

E quando uma gorda decide treinar, seja porque quer emagrecer ou por qualquer outro motivo (!!!) recebe muitos elogios por querer “superar” a si mesma. Porém, ninguém comenta no mercado fitness que as academias, que deveriam nos acolher (mesmo que seja por que queremos emagrecer), são um dos ambientes mais hostis que uma gorda pode enfrentar. Os instrutores parecem dizer – ei, você é gorda demais para isso, apenas pare!

Eu sou gorda demais para isso?

A resposta é não amiga.

Mirna Valerio. Outside Magazine.

Um dos mitos que embrulha a gordofobia é a ideia de que corpos magros são capazes e corpos gordos são incapazes. De se amar, de se cuidar, de treinar. E por outro lado, que o treino serve apenas para emagrecer ou que é um jeito quase que sublime de cuidar e amar a si mesma. Tudo lorota. Há gente magra que se odeia inclusive. Come cheio de veneno e não treina um isso.

A atividade não é feita para chegar a esse ou aquele resultado, não tem a ver com uma capacidade específica de fazer esse ou aquele exercício em específico. Vide o triatlo por exemplo, é “sabido” que um atleta menos pesado terá uma performance melhor. Mas o que é performance mesmo? Quem disse que o triatleta mais magro é mais eficaz? Segundo que parâmetros?

Quem duvidaria que Mirna Valerio é capaz de fazer um iron?

Emagrecer até pode ser uma meta mas ela NUNCA deve ser a primeira delas. Você não é gorda demais para fazer isso ou aquilo, você é tão qualificada quanto qualquer pessoa magra. O que pode limitar você é o mesmo que limita qualquer outra – lesões, falta de grana, falta de motivação. E a gordofobia, que inclusive mata. Mas não seu peso. Está mais do que provado.

No triatlo, quase todos os praticantes afirmam qualquer uma com IMC acima de 20 é gorda demais para o esporte. Acho que triatletas gostam de ser vistos como heróis, gente diferente da gente que não “tem” o mesmo treino mental, condicionamento… Uma bobagem, porque o esporte ganharia mais adeptos se essas mentiras não fossem contadas e recontadas.

Você não é gorda demais. Você pode ser uma triatleta!

Você pode nunca fazer um iron, mas se praticar as três modalidades, será uma triatleta sim. Com altos e baixos, com mais ou menos infra, mas uma triatleta. Ou nadadora, corredora, ciclista. Se o esporte te fará emagrecer, isso é outra estória. Mas que ninguém diga que é preciso ter peso tal para viver o triatlo. É mentira. Você será perfeitamente capaz de fazer quase tudo que um triatleta profissional faz com uma bicicleta simples, um tênis e acesso a uma piscina.

Acredite! A vida é movimento.