A série de posts “Palavras de amor” mostram narrativas de afeto, resistência e autoadmiração construídas por mulheres negras no esporte. Com vocês, Mirna Valério, o cérebro que movimenta o blog “Fat Girl Running” e o corpo que escreveu o livro “A beautiful work in progress”, ainda sem tradução no Brasil.

Mirna Valerio. Skirt sports.

Mirna Valerio. Skirt sports.

Tudo que eu sei é que você precisa enfiar seus tênis e colocar cabeça para fora da porta.

How Mirna got her mojo back

Invés de se sentir envergonhada por fazer aquilo que você faz e por ser quem você é, faço duas perguntas importantes: por que não celebrar isso? Porque não se sentir orgulhosa pelo fato de que seu corpo é capaz de fazer grandes coisas?

Mirna Valério is a beautiful work in progress

Depois, eu faço a minha cama. Comecei a fazer isso apenas oito meses, mas a minha vida já está muito melhor. Fazer a cama adiciona um senso de organização do meu dia, eu sou provavelmente a pessoa mais desorganizada que existe. Quando ando pelo meu quarto e a cama está feita eu fico tipo, OK, pelo menos eu fui bem sucedida nessa parte.

The One Morning Habit That Changed Mirna Valerio’s Life

Entendi o quanto eu tenho sorte. Ser capaz de correr livremente e sem obstáculos em trilhas difíceis nos Apalaches foi um presente. “Estou vivendo o sonho! Estou vivendo o sonho!” gritei para que todas as árvores pudesse ouvir. Lá estava eu, ofegando, bufando e choramingando por dentro por algo que eu escolhi fazer por minha própria vontade, sobre algo que eu tinha habilidade física de completar. Fiz uma promessa silenciosa a todos os membros da minha família que tem problema de mobilidade, problemas cardíacos e diabetes, que eu nunca iria esquecer isso. Eu sou capaz. Eu sou forte e poderia suportar esse pouco de sofrimento por eles.

Existe uma beleza única sobre simplesmente fazer algo difícil no qual eu nunca serei boa, pelo simples prazer de me sentir engajada no processo.